Antes de sabermos mais sobre o beneficiamento do vidro, vamos entender como é sua cadeia produtiva.

Tudo começa com a extração da sua matéria prima, que depois de retirada é levada para fabricação e produção das chapas nas usinas de base, onde passam também pela metalização. De lá são encaminhadas para o beneficiamento, em seguida encaixilhadas até que finalmente estão prontas para instalação.

 

Beneficiamento de vidro

 

O beneficiamento de vidro nada mais é do que a transformação de chapas em peças cortadas e lapidadas, podendo ser também temperadas, laminadas ou insuladas, o que amplia as possibilidades funcionais e estéticas do material.

As empresas de beneficiamento de vidro compram as chapas das fábricas e as tornam em produtos que serão instalados de acordo com a necessidade de cada cliente.

Existem vários tipos e tamanhos de beneficiadores de vidros, uns fazem apenas a laminação, outros temperam e têm também os que fazem as duas coisas, além do insulamento, serigrafia, curvação, blindagem, dentre outros.

 

Tipos de beneficiamento:

O processo de beneficiamento de vidros conta com várias etapas que impactam o resultado final das peças que chegam ao cliente.

Beneficiamento mínimo

Corte: o corte é uma das etapas mais importantes do beneficiamento do vidro, pois por causa dele que temos a melhor lapidação do vidro

Leia também:  O que é o Vidro Autolimpante?

Furação e recorte: em caso de projetos que necessitem de instalação com ferragens, será necessário que haja furação ou recorte nos vidros, é o caso das portas pivotantes

Lapidação: a lapidação é utilizada para modelar as bordas do vidro dando um acabamento que facilita seu manuseio e o torna mais seguro

 

A transformação do vidro

 

Têmpera

No forno de tempera o vidro será aquecido até uma temperatura de aproximadamente 600 graus Celcius e logo em seguida resfriado por sopradores de ar, que reduzem a temperatura drasticamente para menos de 100 graus Celcius, tornando-o até 5 vezes mais resistente que o comum. Por esse motivo, os vidros temperados são considerados de segurança.

Tempera

Laminação

Já a laminação nada mais é do que a junção de dois ou mais vidros fortemente interligados sob calor e pressão por uma camada de polivinil butiral (PVB), que é utilizado em locais que necessitem de proteção ao usuário como coberturas ou guarda-corpo. Em caso de quebra, os fragmentos ficam presos à película evitando que os estilhaços sejam lançados.

Leia também:  Saiba mais sobre cursos de qualificação para sua equipe

Laminação

Insulamento

O insulamento é feito a partir da união de dois ou mais vidros intercalados por uma câmara de ar hermeticamente vedada, essa câmara de ar torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. O vidro insulado pode ser usado em fachadas, coberturas e em aplicações mais específicas como adegas e saunas por exemplo.

Insulamento

As indústrias beneficiadoras de vidro

Para trabalhar com beneficiamento de vidro é necessário ser homologado pelo fabricante para a comercialização dos produtos, atualmente no país temos 4: Cebrace, Guardian, AGC e Vivix.

Fábrica

Além disso é necessário que todos os processos sejam certificados pelas normas vigentes. Os vidros temperados devem ter o selo do Inmetro garantindo que o beneficiamento desse material está adequado e promova a segurança dos usuários. Além disso, é importante ter a Certificação ISO através de laboratórios especializados, como o Falcão Bauer.

Montar uma beneficiadora requer planejamento, pesquisa, investimento e conhecimento, além disso o espaço é um fator fundamental para que todos os processos sejam funcionais. A PKO tem todos os recursos e licenças necessárias para dar suporte a seus clientes e fazer o beneficiamento dos vidros da melhor maneira possível.

Melhor solução
Melhor solução

About The Author