Vamos conhecer como é o processo de laminação de vidro?

A laminação de vidro consiste em duas ou mais lâminas de vidro fortemente interligadas sob calor e pressão por uma ou mais camadas de polivinil butiral (PVB), uma película muito flexível e resistente.

Ainda existem no Brasil outros métodos de laminação de vidro, tais como a laminação em Etil Vinil Acetato (EVA) e até mesmo a laminação com resina líquida, que são processos um pouco mais morosos em termos de produtividade.

E o que isso causa no vidro?

O vidro laminado tem como uma de suas principais características a manutenção dos fragmentos de vidro presos as películas plásticas, em casos de quebra. Por isso, tem como benefício a proteção física das pessoas, evitando que o vão se abra e provoque uma possível queda, nos casos de quebra acidental.

E como saber se o vidro foi feito da maneira correta?

A qualidade de um vidro laminado está diretamente ligada ao nível de aderência do PVB às lâminas de vidro, que deve ser permanente.

Leia também:  Tudo o que você precisa saber sobre durabilidade do vidro

Testes conforme a norma NBR 14697 atestam se o produto possui essa característica, por isso sua empresa de esquadria deve sempre procurar um fornecedor qualificado por laboratórios de confiança.

Passo a passo para laminação de vidro

Passo 1

Primeiro, os dois vidros do conjunto são separados do estoque e lavados. Aqui é possível que sejam acrescentadas 3 ou mais lâminas ao processo, tornando-se um vidro multilaminado.

Passo 2

As peças então são levadas para dentro de uma sala com temperatura e umidade controladas, onde ficar armazenado o PVB. Lá dentro o “sanduíche” é montado.

Laminação de vidro

Passo 3

Depois, o conjunto sai da sala fria e passa por um primeiro forno, onde a película PVB irá ser levemente aquecida e então dar a primeira aderência às lâminas de vidro.

Passo 4

Uma vez unidas, as lâminas de vidro prontas para serem erguidas e seguir para os cavaletes que entrarão na autoclave. Lá o conjunto passará por um processo de aquecimento e pressão por algumas horas até que o PVB fique totalmente aderido aos vidros.

Passo 5

Por fim, o vidro será cortado e lapidado de acordo com o projeto. O corte do vidro aqui é um pouco diferente do vidro comum, pois teremos dois diamantes de corte, no lado de cima e debaixo da chapa, além de um corte a quente da película.

Leia também:  Vidros de Segurança: Veja os testes de impacto

Assim, além de proteger contra a queda, o vidro laminado também evita que fragmentos de vidro sejam lançados contra alguma pessoa, em caso de quebra.

Outros benefícios do vidro laminado

O vidro laminado tem outros inúmeros benefícios como a praticidade, pois em caso de quebra, o vão não ficará aberto até que se faça a troca, o que também proporciona segurança patrimonial; possui ainda 99% de proteção contra raios UV que danificam a pele e amarelam móveis e cortinas; e ainda proporcionam melhor conforto acústico se comparados a um vidro comum de mesma espessura.

Na hora de comprar os vidros para o seu projeto, conte com o suporte de um fornecedor qualificado! O vidro Laminak® da PKO do Brasil atende integralmente à norma NBR 14697!

Quer saber mais? Acesse nosso infográfico Vidros X Aplicações

laminação de vidro
laminação de vidro

About The Author