Entenda de que forma especificar corretamente o vidro pode agregar mais valor aos projetos de sua construtora.

Existem hoje no mercado diversos tipos de vidros voltados para as mais variadas aplicações na construção civil, porém, saber qual deles usar em cada caso, ou seja, especificar de maneira correta, pode garantir maior durabilidade do material, evitar acidentes, agregar conforto térmico e/ou acústico, além de contribuir com um visual mais moderno.

A especificação do tipo de vidro ideal para cada projeto é uma das funções do arquiteto ou designer, porém, o fornecedor do material pode contribuir muito com esse processo de personalização, afinal, ele é o especialista naquele produto.

Neste post explicaremos como sua construtora pode conseguir especificar os vidros de maneira mais assertiva e apresentar para seu cliente o melhor custo-benefício de cada material. Confira:

Os tipos de vidro existentes no mercado

A primeira dica para que você saiba como especificar o tipo ideal de vidro é saber quais são as variedades de produtos existentes no mercado e os conceitos básicos de suas aplicações.

Quando falamos em tipos de vidros, podemos dividi-los por tipos de beneficiamento, aparência e funcionalidades. Todos  podem ser unidos, agregando melhor desempenho final.

Nos beneficiamentos, temos principalmente os vidros comuns, os temperados, os laminados e os insulados. Quando falamos em aparência, os vidros podem ser incolores ou coloridos ou planos e impressos. Já em relação às funcionalidades, eles podem ser: vidros de controle solar, acústicos, autolimpantes, tecnológicos, entre outros.

Cada um desses materiais tem um uso específico, por isso, é fundamental conhecer as características do produto e o que o cliente almeja em seu projeto. Por exemplo, um cliente procura sua construtora para um projeto de guarda-corpo diferenciado, com o mínimo de perfis e com aspecto espelhado. Neste caso, você pode ofertar um vidro temperado-laminado refletivo, garantindo a segurança do usuário e a beleza do material.

Os vidros de maior valor agregado e seus benefícios

Leia também:  Dicas para escolher o melhor produto para Cobertura de Vidro

Atualmente, os clientes têm à disposição vidros especiais, que além das características básicas do material, podem agregar outros benefícios. Veja abaixo os principais deles:

Vidro Temperado-Laminado STRUTURÁ®

A laminação de duas ou mais peças de vidros temperados ganha cada vez mais importância por reunir as qualidades de dois produtos.

Benefícios: redução dos riscos de acidentes causados pela quebra, aumento da segurança patrimonial, bloqueio de até 99,6% da radiação ultravioleta, grande variedade de cores, maior isolamento acústico em relação ao vidro comum, entre outros.

Aplicações: guarda-corpo autoportante, pisos, coberturas e claraboias, visores de piscina e aquários, fachadas de vidro estrutural.

Vidro de Controle Solar

Formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do Sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade.

Benefícios: redução do uso de energia elétrica com ar condicionado, auxilia no controle de luminosidade dos ambientes e ofuscamento; excelente solução como revestimento de fachadas no sistema de pele de vidro ou Glazing, podem ser aplicados laminados ou insulados, sendo que alguns produtos podem ainda ser aplicados monolíticos ou

Aplicações: fachadas, janelas, portas e coberturas

Vidro de Acústico

Amortecer as vibrações sonoras no vidro é a principal característica deste produto. O vidro acústico é obtido por meio de duas soluções: laminado com PVB acústico ou insulado (duplo).

Benefícios do laminado acústico: menores espessuras com alto nível de atenuação acústica, maior compatibilidade com caixilharia padrão, entre outros.

Benefícios do insulado acústico: maior flexibilidade em projetos, permite atingir os mais altos níveis de exigência de redução acústica, entre outros.

Aplicações: residências, escritórios, aeroportos, danceterias, igrejas, shoppings

Adequação do tipo de vidro ao projeto

Leia também:  Entenda as diferenças entre o vidro e o acrílico

Para que sua construtora saiba como melhor especificar os vidros para os projetos, é preciso que seja feita uma adequação de acordo com as características que o cliente deseja. Afinal, deu para perceber que vidro não é tudo igual.

Um dos aspectos que deve ser observado são as características de onde o material será aplicado: por exemplo, uma fachada; quais as características do local – é um prédio localizado em região que tem muitos ventos?; quais as funções que o cliente espera – redução de barulho e calor. A partir dessas perguntas e repostas, a especificação irá sendo construída.

Auxílio do fornecedor para especificar vidros

Atualmente, alguns fornecedores de vidros oferecem aos seus clientes auxílio na especificação dos vidros, realizando a análise do projeto.

Algumas tecnologias também são disponibilizadas por esses fornecedores para que você mesmo consiga especificar melhor um vidro. Tais ferramentas permitem calcular a espessura ideal do vidro, o tipo de vidro para cada necessidade, a simulação de cores e atenuação acústica, entre outras possibilidades.

A dica aqui é saber escolher um fornecedor que te ofereça essa assistência e te ajude a reduzir tempo e custos.

Gostou do tema? Deixe seu  comentário abaixo e compartilhe essa informação em suas redes sociais.

About The Author

Há cerca de 20 anos no mercado brasileiro de vidros, a PKO do Brasil preza sempre pela qualidade dos seus produtos e atendimento personalizado, fatores fundamentais para o reconhecimento da empresa como referência no mercado. A missão da PKO é oferecer ao mercado produtos inovadores, com qualidade e segurança, priorizando o comprometimento com o cliente. Todo o suporte para a execução dos projetos dos clientes é feito por uma equipe de profissionais qualificados, aptos para o desenvolvimento de soluções dos mais diversos tipos de demandas. A empresa visa ser referência em vidros, por meio do desenvolvimento humano dos colaboradores, dos investimentos em tecnologia e da busca constante pela inovação.