Pele de vidro, envidraçamento de sacada, glazing e spider são alguns dos tipos de fachada de vidro. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma delas e suas aplicações.

As fachadas de vidro estão ganhando cada vez mais espaço em projetos arquitetônicos, geralmente compostas por alumínio e vidro essas aplicações, além de fechar os vãos livres, “envelopam” a edificação escondendo a estrutura total ou parcialmente, e trazem mais leveza as construções.

Além das vantagens desse tipo de aplicação, os vidros dão uma sensação de imponência e beleza. Por conta disso, o mercado vem oferecendo diversas possibilidades de uso dos vidros em fachadas.

Mas vale ressaltar que todo projeto de fachada de vidro deve ser analisado por um especialista.

Vantagens e desvantagens da fachada de vidro

Além de trazerem mais luminosidade ao ambiente, as fachadas de vidro são uma ótima opção para quem deseja manter interação entre as partes internas e externas. Mas um ponto de extrema importância a se preocupar é o aquecimento do ambiente pelo sol. Recomenda-se que, em fachadas, sejam utilizados vidros refletivos, que são uma alternativa criada para controlar a entrada de luz e calor internamente.

Outra vantagem a se destacar é a manutenção e limpeza, pois, diferente de outros materiais, os vidros certamente não precisarão de reparos periódicos e substituição.

Muito se discutiu nos últimos meses sobre o impacto ambiental que as fachadas de vidro poderiam trazer por conta das aves. Como os animais não distinguem a imagem real da refletiva, muitos acabam colidindo com os vidros e causando acidentes fatais.

Leia também:  Vidros low-e valorizam a arquitetura da Estação Uruguai de Metrô

Por isso é preciso fazer o uso dessas fachadas de maneira correta minimizando esses impactos e tornando as construções mais sustentáveis. Isso se faz pelo uso dos vidros mais neutros ou com detalhes de cor e serigrafia. Mas isto normalmente é considerado em locais com grande número de espécies nativas, como próximos à parques, reservas e à praia.

Conheça agora os diferentes tipos de fachada de vidro e vantagens:

Pele de vidro ou Cortina de Vidro

A fachada em pele de vidro é composta por estruturas metálicas que se apoiam na estrutura da edificação, dando um ar clean ao edifício. Esse tipo de aplicação controla a entrada de luz, ameniza ruídos e é ideal para deixar a temperatura do ambiente agradável.

Além disso, a pele de vidro valoriza a estrutura do edifício e dispensa gastos com reparos em pinturas e revestimentos. Neste sistema, as peças de vidro são envoltas em perfis mais finos, enquanto que as colunas maiores de sustentação da pele ficam escondidas atrás dos vidros.

Envidraçamento de Sacada

Também conhecida como janela panorâmica, essa aplicação consiste no fechamento dos vãos da varanda com lâminas de vidro transparente, deixando o ambiente seguro sem perder a vista, é uma grande aposta para o fechamento de sacadas.

Leia também:  Quando o vidro vai além do design e se transforma em um item de segurança

Este sistema é de fácil manuseio, e permite ampliar os ambientes interno com o fechamento por um certo período, entre suas vantagens estão a facilidade de limpeza, a contenção maior de ruído do que se a sacada fosse totalmente aberta, e a contenção da poluição.

Com a adição de vidros de controle solar neutros, é possível ganhar também o conforto térmico com total vista da paisagem.

fachada de vidro

Fachada Glazing – sistema stick ou unitizado

A fachada glazing também é conhecida como tipo stick ou unitilizado, envolve uma coluna, uma travessa horizontal fixada nessa coluna e por fim a colocação e fixação dos quadros de alumínio colados ou encaixilhados no vidro, o que facilita uma eventual troca do material. Geralmente para esse tipo de fachada são usados os vidros laminados.

fachada glazing

Fachada Spider

Já na fachada spider não há travessas, a vedação é feita na própria união do vidro, na horizontal e na vertical, o visual é de muita transparência.

A fachada spider tem o visual muito transparente, pois praticamente temos as colunas verticais afastadas do plano dos vidros, sendo fixados por peças de aço inox na coluna interna. Devido a essas características o vidro utilizado deve ser o temperado e laminado, com espessuras determinadas de acordo com o tamanho do vão x região x pressão.

fachada spider

Acesse nosso material e saiba tudo sobre os vidros de controle solar.

vidro de controle solar
fachada de vidro

About The Author