Conheça tudo sobre as normas técnicas para utilização do vidro acústico em seus projetos

O vidro acústico poder ser um excelente isolante sonoro para os ambientes. Porém, saber quais as normas técnicas que determinam a relação entre as características e aplicações é fator decisivo para que sua empresa de esquadria ou serralheria tenha assertividade junto aos projetos dos clientes.

Para trabalhar com os vidros acústicos é fundamental conhecer suas características e especificações técnicas. Pensando nisso, elaboramos um conteúdo especial com a principal norma sobre o assunto. Confira a seguir:

NBR 10.152 – Níveis de Ruído para Conforto Acústico

As Normas Brasileiras foram criadas para estabelecer os padrões e determinações de uso de alguns produtos. Quando falamos em padrões mínimos de qualidade nos isolamentos térmicos e acústicos, existe a NBR 10.152 – Níveis de ruído para conforto acústico.

Nesta norma, é possível entender quais os níveis de ruídos permitidos para cada ambiente. Por exemplo, se um cliente deseja comprar janelas de vidro para uma casa, que fica nas proximidades do aeroporto. Nesse caso, será necessário escolher entre os tipos de vidros e esquadrias de alumínio que sejam compatíveis com a atenuação acústica necessária, no caso manter o nível de ruído interno entre 35 a 45dB, o que exigirá uma esquadria com alto desempenho, uma vez que os ruídos nestas áreas costumam ultrapassar os 90dB.

Leia também:  Quanto a especificação errada de materiais influencia no projeto

NBR 15.575 – Desempenho em Edificações

Já quando é preciso saber quais os requisitos básicos necessários para o conforto acústico em um ambiente, existe a NBR 15.575 – Desempenho em Edificações. Por meio dessa norma é possível entender quais as características e aplicações ideais para que os componentes de uma edificação precisam ter para que o usuário tenha conforto acústico. Os novos textos entraram em vigor no mês de julho de 2013.

Na parte 4 da norma, que fala sobre os critérios de “Estado limite de utilização”, foram levantadas algumas mudanças relativas às esquadrias externas, no que diz respeito à estanqueidade à água e aos requisitos de isolação a ruídos aéreos de fachadas. Agora constam três situações a serem consideradas nos projetos (locais pouco ruidosos, locais muito ruidosos e situação intermediária).

Neste caso, a NBR mostra que para garantir um resultado satisfatório de conforto acústico em uma residência ou escritório, por exemplo, é preciso que todo o conjunto auxilie, ou seja, as janelas, as esquadrias, o piso, o forro e as paredes.

Leia também:  Saiba quais os cuidados para manusear, armazenar e transportar vidros

Onde encontrar as Normas Técnicas

Ter acesso aos conteúdos das normas técnicas dos vidros acústicos é importante para que os profissionais do setor vidreiro possam aprofundar os seus conhecimentos no assunto e, consequentemente, dar boas instruções aos clientes.

Tais normas são encontradas na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ou também junto aos fornecedores de vidros. No caso dos fornecedores, alguns deles oferecem suporte técnico para estudos de desempenho acústico, fazendo também a simulação dos vidros ideais para cada projeto. Se quiser saber mais sobre normas técnicas que seu negócio de esquadria deve ficar de olho, clique aqui.

Você já precisou especificar os materiais ideais para garantir o conforto acústico nos projetos de seus clientes? Comente suas impressões!

 

Tipos de vidro X aplicações conforme norma técnica

About The Author

Há cerca de 20 anos no mercado brasileiro de vidros, a PKO do Brasil preza sempre pela qualidade dos seus produtos e atendimento personalizado, fatores fundamentais para o reconhecimento da empresa como referência no mercado. A missão da PKO é oferecer ao mercado produtos inovadores, com qualidade e segurança, priorizando o comprometimento com o cliente. Todo o suporte para a execução dos projetos dos clientes é feito por uma equipe de profissionais qualificados, aptos para o desenvolvimento de soluções dos mais diversos tipos de demandas. A empresa visa ser referência em vidros, por meio do desenvolvimento humano dos colaboradores, dos investimentos em tecnologia e da busca constante pela inovação.