Saiba como explorar o uso do guarda-corpo de vidro em seus projetos

O guarda-corpo de vidro está cada vez mais presente nas construções devido as possibilidades de diferentes aplicações e ao respaldo técnico estabelecido por normas e testes em laboratórios, contribuindo para aumentar a confiança do público nesta solução em vidros.

Confira todas as informações sobre a tendência do uso de guarda-corpo que sua vidraçaria e empresa de esquadria precisam saber!

O guarda-corpo

Também conhecido como parapeito, balaústre ou gradil, o guarda-corpo serve como instrumento para proteção de acidentes e possíveis quedas acidentais de locais mais altos que 1,50 metros do piso, aumentando a segurança de pessoas ao seu redor e das pessoas que estão no patamar abaixo de onde ele está instalado.

Os guardas corpos podem ser aplicados em varandas de apartamentos e casas, átrios de shoppings centers, escadas de edifícios comerciais e públicos, além de estádios de futebol, mezaninos de teatros, entre outros.

Tendências e Usos

O uso de vidro como solução para guarda-corpo já é uma tendência consolidada, graças a sua aparência estética leve e, em alguns casos, onde sua transparência pouco irá interferir no conceito da arquitetura.

Leia também:  Como especificar o tipo ideal de vidro

Para guarda-corpo é preciso utilizar os vidros laminados ou temperados laminados, podendo ainda serem combinados com vidros refletivos, conforme a norma NBR 7199.

No caso dos laminados, podem ser encontrados em diversas opções de cores de vidro e também do PVB e devem ser encaixilhados. Essa é a opção mais comum disponível no mercado e já agrega sofisticação e estética aos projetos normalmente de sacada de vidro.

Já os temperados-laminados são usados para aplicações autoportantes, que requerem o mínimo de fixação, sendo instalados apenas com botões, prolongadores, torres e perfis de engastamento somente na borda inferior. Isso permite agregar máxima transparência e o mínimo de interferência visual de estruturas de alumínio, criando maior integração com a paisagem.

Quando usados com vidros refletivos, a função é somente estética, quando se deseja um aspecto espelhado e certa privacidade. Já o bloqueio de calor em ambientes abertos, como varanda de vidro, não é efetivo.

Norma de Guarda-Corpo passa por Revisão

A NBR 14.718 – Guarda-corpo em edificações está em revisão e deve ser finalizada até o final do ano. Uma das alterações refere-se a altura mínima de guarda-corpos que deve voltar a ser 1.100mm. Diante desse dado, o mercado do vidro laminado para guarda-corpos deve crescer ainda mais, aumentando as possibilidades de uso.

Leia também:  Por que usar vidro refletivo nos seus projetos?

Se quiser sair na frente da concorrência e inovar em aplicações diferenciadas para guarda-corpos é preciso acompanhar as tendências e disseminar o uso de guarda-corpos de vidro.

Curta, comente e compartilhe esse texto em suas redes sociais!

 

About The Author