Aposte na utilização da cobertura de vidro para projetos especiais

A utilização de cobertura de vidro tem sido uma grande aposta dos profissionais de arquitetura, pois proporcionam uma estética diferenciada. Trata-se de uma solução leve, rápida e limpa de se construir, principalmente em reformas. Além disso, quando agregada com outros tipos de vidro, garante outros benefícios como conforto térmico e luminoso.

O uso do vidro para esse tipo de aplicação permite criar espaços diferenciados e modernos, possibilitando a integração com o ambiente e aproveitamento da luz natural. Conheça a seguir os principais vidros que sua vidraçaria ou empresa de esquadria pode adotar em um projeto de cobertura.

Tipos de vidro para coberturas

De acordo com a NBR 7199 – Vidros na construção civil: projeto, execução e aplicações, para cobertura de vidro é preciso utilizar o vidro laminado. Por questões de segurança, a solução permite que, em caso de quebra, os fragmentos fiquem presos a película plástica, evitando acidentes com pessoas que estão debaixo da cobertura.

A norma também permite o uso do vidro aramado, porém este está em maior desuso devido a questões estéticas e a falta de flexibilidade, pois não permite a associação com outros materiais como o uso de vidro de controle solar.

Leia também:  Como medir o retorno de investimento nas vendas de vidros especiais

O vidro laminado pode também ser composto com demais beneficiamentos, como o temperado laminado e o insulado. Conheça as principais características de cada um deles.

Feito por um processo de calor e pressão, duas laminas de vidro são unidas a uma película plástica de PVB ou Sentryglas®. Seu principal benefício é manter os fragmentos de vidro presos a película, evitando devasão dos vãos e, nos casos de cobertura de vidro, ele evita que os fragmentos machuquem as pessoas que estão debaixo do local envidraçado.

Para coberturas de vidro é possível combinar o vidro laminado com o insulado. Nesse caso, o vidro duplo é composto por uma das faces com vidro laminado. Esse produto tem uma câmera de ar entre suas laminas que é hermeticamente vedada, conferindo a vantagem do conforto térmico e acústico.

O vidro temperado-laminado para cobertura de vidro é ideal para aplicações que necessitem de furos e acessórios para sua aplicação. Por unir as características do vidro laminado e do temperado, o produto tem maior resistência, além de manter os fragmentos preso a película, em caso de quebra.

Leia também:  Entenda as diferenças entre o vidro e o acrílico

Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como o controle solar e o autolimpante.

Recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos, que com o tempo ficam acumulados na cobertura de vidro.

Formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do Sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade.

Abuse da criatividade nas coberturas de vidro

Uma das mais utilizadas tendências na aplicação do vidro para a cobertura, são os pergolados. Seu significado é permitir uma proteção vazada, apoiada em colunas ou em balanço. Tal cobertura que permite iluminação natural e ventilação, e são feitas com os vidros aliados a madeira, aço ou bambu.

Além dos pergolados, é possível inovar sempre com as coberturas de vidro, agregando elementos estéticos e modernas estruturas de esquadrias que darão um charme a mais aos projetos.

Gostou? Curta, comente e compartilhe!

Decoração com espelho_banner rodapé

About The Author